Na semana passada, o casal surpresa do início do ano saltou para a imprensa: a atriz Blanca Suárez, que em setembro terminou o seu namoro com Mario Casas após dois anos, foi fotografada dando um passeio romântico em Madrid com o também ator Javier Rey, com quem contracenou no verão na rodagem do filme “El Verano que Vivimos”.

O casal fez sua primeira “aparição conjunta” como parte do programa de comédia da Movistar+ ‘El cielo puede esperar’, no qual os famosos convidados se tornam os protagonistas de seu próprio funeral fictício e podem ouvir e responder às palavras de homenagem que seus conhecidos lhes dedicam. No caso de Suárez, o primeiro a lhe dedicar algumas palavras sinceras de recordação foi precisamente o seu novo namorado.

Antes de seu namorado começar a articular seu ‘último adeus’ cômico, Suárez disse o seguinte sobre ele no ‘limbo’ onde estava ao lado de Emilio Gavira: “Javier Rey é um amigo muito, muito, muito, muito bom.” O já citado, por sua vez, dedicou-se a lembrar como era compartilhar tempo com o artista durante as filmagens do seu último projeto juntos (eles se conheceram há anos na série “Lo que escondían sus ojos”, transmitida em 2016).

“Blanca era uma pessoa muito especial, contracenei com ela em ‘El verano que vivimos’, no verão passado”, começou o ator, que então revelou que durante a estadia da equipe de filmagem em um hotel em Jerez, Suárez se tornou o maior especialista em fazer brincadeirinhas: “Blanca era como os Estados Unidos, estava envolvida em todas as guerras.”

Além disso, de todas as piadas que devem ter corrido durante as filmagens, parece que a favorita da atriz era mudar as informações na porta do hotel, como Rey também revelou. Para completar, e apesar da atriz ter negado tudo isso em meio a risos do limbo, a intérprete garantiu que “eu a definiria como estando entre um hooligan e uma pessoa engraçada”.

“Blanca, onde quer que estejas, espero que ainda sejas um monte de problemas. Vou ser um dos que aplaudem muito alto quando a sua foto aparecer no In Memoriam do Goya”, concluiu Rey em seu monólogo de despedida. Suárez não hesitou em responder-lhe de imediato: “Que maravilha! Como este rapaz é bonito e como é maravilhoso”.

Mas nem tudo foram elogios, pois a atriz também confessou algo que, até hoje, quando ambos começaram uma história de amor, é pelo menos curioso: “Quando eu te conheci e trabalhamos juntos, gostei muito de você, na verdade, bastante. Pensei que fosse um idiota. E agora vejo que você é uma fraude porque toda a imagem que é projetada de você é absolutamente falsa”, disse a atriz com um grande senso de humor.

Além de Rey, vários de seus companheiros de elenco de ‘Las Chicas del Cable’, como Martiño Rivas, Ana Fernández e Nadia de Santiago, também a atriz e apresentadora Marta Torné, modelo Jon Kortajarena, e até seu famoso cachorro, Pistachio, desfilaram ao redor da tribuna no funeral de Suárez.